Jeisael se posiciona sobre comentários preconceituosos de empresário da Península.

No último fim de semana, após a grande repercussão de aglomeração na Península, na Ponta d’Areia, em desacordo com as orientações sanitárias, um empresário do ramo de alimentação da região afirmou em um grupo de whatsapp de moradores do bairro que torce para que haja uma separação natural do público, e que o seu estabelecimento é para as famílias elitizadas da Península.

Na mensagem, o empresário diz que garçons são orientados a não atender clientes que “estão fora dos padrões sociais”. A mensagem causou grande revolta nas redes sociais.

Diante dos comentários de preconceito e discriminação social, o pré-candidato a prefeito de São Luís, Jeisael Marx, se manifestou no Twitter. No entanto, o jornalista fez questão de lembrar que a revolta gerada precisa ser estendida e se ampliar para a política:

“Todo mundo revoltado sobre o fato de a elite se achar dona da Penísula, né? Mas você já notou que a política também é majoritariamente ocupada pela elite? Político de carreira, filhos de políticos, ricos, filhos de ricos que usam a força da polícia e do dinheiro para se eleger”, disse o comunicador.

Jeisael acha que o preconceito externado é fruto de algo estruturado na sociedade, que começa pela cultura política existente.

“Cadê a revolta, cadê o protesto, cadê a negativa do voto a essa elite? O problema é estrutural. Mesmo alguns que se mostram revoltados com o caso, são os que dão base a esse modelo de perpetuação hereditária dos ricos no poder”. Questionou Jeisael.

Sobre Vinicius Praseres

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *